segunda-feira, 30 de março de 2009

Para responder ao desafio da Ana,

eu fui buscar o último livro que li, pois de momento não estou a ler nenhum.
Chegada à pág. 161 (porque a Ana assim o escreveu), procurei a 5º frase completa dessa mesma página e passo a citar: "-Não me perguntes a mim, bruxinha - sou guerreiro, não mago." fim de citação.
Ela, a "bruxinha" é Erinn de Malbury,uma pseudo feiticeira e ele é Tynon de Bordmoor, um guerreiro. Os reinos de Marlbury e Bordmoor estão em guerra há cem anos. Estas personagens são inimigos mortais e são forçados a conviver para desfazer o feitiço que o grande Mago Cyrus lançou. O que irá acontecer entre estas personagens? Qual foi o feitiço lançado? E porquê?
Esta história chama-se "Impossível", faz parte de um livro que é uma colectânea de quatro histórias que se chama "Era uma vez um beijo". A Nora Roberts dá uma mão a 3 autoras mais ou menos desconhecidas e lança alguns livros com elas.
Boas leituras!
Passo este desafio engraçado a quem quiser fazê-lo.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Crónica de uma morte anunciada

E quando o portátil começa a desligar-se sozinho quer eu esteja na net, a fazer uma limpeza ao disco, a fazer um defrag, a falar com a minha mãe no skype, ou no msn a falar com o Banito, isso é .... impulse!!
Se nos próximos dias notarem ausências nos Banitos ou nos vossos blogues, já sabem: o portátil entretanto, deu o seu ultimo suspiro...
Até lá, há que fazer-lhe a vontade, dar-lhe algum descanso, para ainda ser possível retirar dentro dele muita informação retida no seu cérebro que irá fazer falta num outro portátil a comprar brevemente.
Dorme bem, portátil.
Desejo-te as tuas melhoras breves, nem que seja só para tirar-te do coma, para voltar a induzir-te outro coma, desta vez, mais profundo...

quinta-feira, 26 de março de 2009

Curtas e desgarradas

#1
Quando a minha filhota acorda cedo, como hoje, quando eram 7:15, apetece-me desligar a voz da minha consciência que me diz: Acorda! Ela já acordou! Ao que eu respondo: Só mais um bocadinho... pelo menos até às 7:30 como é hábito... Mas a Banitita não ouve o meu diálogo com a minha consciência e grita: Mamã, a Banitita já acordou! Chego ao quarto ainda a meio gás a pensar que talvez ainda consiga pô-la um bocadinho na minha cama, e quando ela me diz não quero dormir mais! a minha esperança de dormir só mais um bocadinho, desvanece-se no ar como uma bola de sabão!
#2
Sei que estou a sonhar acordada quando em vez de marcar no microondas 1:20 para aquecer o leite matinal, marco 210 que é o valor da única vivenda que cobiço (porque prefiro apartamentos grandes)! O raio da casa, ainda por cima, baixou... era 225! E mesmo assim, para mim, ainda está cara! Suponho que não dava para baixar mais um bocadito, pois não? Bahhhh!!
#3
E quando falta tão pouco tempo para ir a Portugal, e eu ainda não fiz a mala, nem completei a lista levar e trazer Portugal/México... Quero muito ir para lá, mas parece que ainda falta tanto... o que é que se passa de errado comigo?
#4
Fui com a Banitita às compras ainda não eram 9:30 e aqui está tanto calor que bastou andar 100 m para voltar para casa transpirada! O sol queima tanto que já não tive coragem de fazê-la andar mais para ir comprar umas batatas que não havia na tienda a 100 m de casa...
#5
Sei que está na hora de ter outro filho, quando me aparecem borbulhas de adolescente que já não tinha desde a gravidez da Banitita.
#6
Com este calor só me apetece mergulhar no mar... que saudades de nadar e mergulhar no mar!
#7
Muito mal vai o negócio imobiliário nos States quando os donos das casas vêem-se obrigados a rifá-las para poder sobreviver... Caramba! Nunca pensei viver para ver chegar este dia...
Infelizmente, a desgraça de uns é a sorte de outros e há quem, de facto, consiga ganhar uma casa numa rifa!
#8
Se a Banitita me permitir, vou já visitar os vossos cantinhos. :o)
Adenda:
#9
Sei que o dinheiro que gastei na depilação laser foi bem empregue quando posso vestir top's de alças sem precisar de ir ver como estão os pêlos! Já lá vão quase 2 meses e nem 1 pêlo na axila! Yupiiii! (mulheres: aconselho vivamente a fazer este investimento em vocês próprias! Comecem pelas axilas ou virilhas e quando tiverem mais dinheiro avancem para o resto!) Valeu a pena este sofrimento!

quarta-feira, 25 de março de 2009

Desculpem...

... mas desde que a minha rica filha mandou já não-me-lembro-o-quê ao teclado do portátil e saltou a tecla S, a minha escrita ficou para sempre desfigurada. Se publico mensagens com menos eses a culpa não é minha, é dela. Se comento com palavras com eses a mais, a culpa recai, mais uma vez, sobre ela. E por mais que eu esteja atenta, há sempre alguma palavra desfigurada...
Sempre que elas me saltam à vista, vou a correr corrigir. Quando é nalgum comentário que já publiquei... não há nada a fazer! E eu que detesto dar erros ortográficos... sou de facto um pouco exigente comigo, pois esta é a minha língua e é minha obrigação não dar pontapés na gramática, erros ortográficos ou desde há um tempo para cá esquecer-me de verificar os eses!
Maldita tecla S!
E o pior é que a falta desta tecla, também ajuda a que a outras palavras lhes falte outras letras que não sejam o ese! É como se o raio do teclado ficasse todo disléxico!

terça-feira, 24 de março de 2009

Vida no Ventre - Gémeos

No outro dia vi este documentário na net. É absolutamente fascinante a vida no ventre! Se com um bebé já é tão bom de se ver, com dois, três e quatro bebés é mesmo muito, muito emocionante!
Obrigada por partilhares este interessante documentário na net, se não fosse por este brasileiro não o teria conseguido ver em Português... (aqui já está à venda, mas em versão espanhola)

Deliciem-se a ver o 1º vídeo de uma série de dez:
Para quem quiser e tiver tempo de ver os dez vídeos de seguida:

Para as curiosas que queriam ver a indumentária

O sapatito da Cinderela:


O vestido azul (e branco) da Banita:

segunda-feira, 23 de março de 2009

Ter filhos é exactamente o quê?

É termos alguém pequenino, indefeso à nossa guarda. É ensinarmos tudo o que de bom a vida tem e mostrarmos o mau que a vida encerra. É darmos-lhes a educação que os acompanhará toda a vida, é darmos-lhe os hábitos de higiene, leitura, televisão, acordar cedo que os irão reger para o resto das suas vidas. É trocarmos os nossos horários pelos horários deles. É preocuparmo-nos por eles e com eles, com sorte (ou azar, dependendo do ponto de vista) até eles terem vintes-e-tais-quase-trinta... porque não entram na faculdade, porque não acabam o curso, porque não arranjam emprego, porque não compram casa, porque não casam, porque não têm filhos, etc. E, julgo que a partir da altura em que temos netos, preocupamos-nos pelo netos e com os netos! E recomeça tudo outra vez. (Será que algum dia irá acabar?)
É sentirmo-nos imensamente felizes quando eles vencem alguma etapa e tristes quando se magoam. É uma transferência de sentimentos, sentimos o que eles sentem. Choramos por eles se eles sofrem, rimo-nos com eles se eles sorriem.
É pormo-nos em segundo plano para o resto da nossa vida! As suas necessidades, virão sempre primeiro que as nossas. São as mais prementes de satisfazer! É preciso comprar-lhes roupa para que andem vestidos (e quentinhos ou fresquinhos), livros para que se eduquem e aprendam, brinquedos para os ajudar a evoluir, calçado para proteger os seus pezinhos, comida e bebida para lhes dar sustento (já que saco vazio não fica em pé!)! E mais rapidamente, compramos algo sabemos que lhes fará falta ao invés de uma qualquer peça de roupa ou calçado para nós, porque o que possuímos ainda aguenta mais algum tempo.
Dou por mim a vestir, alimentar a minha filha e esqueço-me de mim. Eu também tenho de tomar banho, eu também tenho de comer, mas primeiro vem ela. Por isso, afirmei e mantenho, que para mim, ter filhos é um sacrifício pessoal. A todos os níveis. Sacrifico o que eu quero ou preciso para lhe dar a ela o que ela quer e precisa... até ao fim dos meus dias! Não digo que o faço sem sentir, por vezes, saudades pela vida antiga e despreocupada de filha, claro que sinto saudades dessa vida simples e leviana, mas depois de termos filhos, simplesmente já não podemos ser levianos, não com alguém que depende inteiramente de nós...
Só sabemos o que é ter filhos, quando finalmente temos um. É daquelas experiências que têm de ser vividas, porque contadas não têm valor.
E não me venham dizer que ter filhos é um acto de egoísmo! Claro que começa por ser puro egoísmo, mas rapidamente se transforma em altruísmo sem que tenhamos consciência disso! Alguém no seu perfeito juízo imagina as preocupações, a falta de sono, o adiar de nós próprios que se traduz em ter um filho? Jamais o imaginamos, pois desconfio que se o fizéssemos, o futuro da Humanidade estaria seriamente comprometido!

sábado, 21 de março de 2009

Fotos do evento DIF

Quando chegámos o cinema já estava assim:


A querida Paloma no seu discurso:


Antes de me ir embora, a sala ainda tinha mais gente:


Apenas faltou dizer que antes de se iniciar a cerimónia os Mexicanos prestaram louvoures à bandeira (fazendo continência ao coração durante o tempo que medeia entre um SALUDAR YA!, lapso de tempo e outro SALUDAR YA!) e cantou-se o Hino Nacional de pé.
E eu? Pedi desculpa à minha vizinha (mexicana) de cadeira porque me deu um ataque de riso quando me apercebi da continência ao coração que eu não sabia, nem ia fazer! Levantei-me solenemente a assisti a todo o Hino de pé, sem abrir a boca, claro!
As fotos não ficaram grande coisa, porque foram tiradas com o telemóvel...

sexta-feira, 20 de março de 2009

A tão aguardada crónica do DIF. É enormeeeeee!

Eu sei que nem dormiram esta noite a pensar na crónica do DIF (como lhe chamou a Ana.) que se segue. Ora então, cá vai disto:
Fui de vestido azul e com uns saltos de pelo menos 10 cm's que era para "dar cabo deles"! Levei a minha Banitita, muito gira de túnica, leggings, meias da Dora e ténis rosa dread's da Chicco (por acaso feitos na China, - só me apercebi disto há pouco tempo... imaginem o lucro dos gajos!!!!), só para começo de conversa!
A Mexicana que entrou connosco trazia, como já é hábito dela, um top (laranja) tão justo que as mamocas quase saltavam para fora (via-se metade da mama, não estou a exagerar), com uma blusa de seda tigresa por cima, umas calças de ganga tão justas que mostravam o excesso de gordura nas pernas. E sempre maquilhada até às sobrancelhas (tal como elas usam cá)! Parecem todas umas divas da moda que andam nas discotecas, mesmo que morem numa casita modesta, elas andam sempre nos "trinques"!
Uma outra Mexicana que conheço, tinha esticado o cabelo para a ocasião... eu quase nem a conheci, pois ela tem um farto cabelo encaracolado, pelo meio das costas! E não faltava a blusa estampada! Não sei qual é a dependência das Mexicanas com os tecidos estampados... mas é caso de estudo! Quase todas adoram estampados, quanto maiores ou mais cheios, melhor!
Mas os parágrafos anteriores eram para o mulherio que passa por aqui. Sim, ficaram muito bem representadas! Não se preocupem! Viva a mulher Portuguesa!
Foi num cinema que estava à pinha, cheios de conterrâneos da Srª Lic. (Licenciada, embora nunca sei em quê! Para eles, basta dizer que são Lic.'s que eles já não querem saber qual foi o curso...) Paloma (Sim, Pomba) Goicoechea (how weird is that?) de Valderrábano (nome do marido que parece qualquer coisa como "vai-de-rábano").
Ficámos estrategicamente colocadas na 3ª fila, sendo as 2 primeiras só para políticos e afins (secretários, sub-secretários e mais uma infinidade de gente)! Nada mau, hã?
Esperamos algum tempo pela Paloma (já se sabe que estas coisas atrasam sempre um bocado, aqui não é excepção) e quando ela entrou, a multidão aplaudiu de pé!
Ela agradeceu a este, aquele e ao outro e cada vez que dizia uma frase a malta aplaudia. Passado mais algum tempo, sempre que ela acabava uma frase, estava uma Srª de T-Shirt azul (havia muitas e pertenciam ao Centro de Dia do pueblito) que gritava qualquer coisa como: ABI, ABOMBÁ, ABIBOMBÁ! PALOMA! PALOMA! PALOMA! E seguia-se uma chuva de aplausos!
Foi assim durante algum tempo. Depois, a Srª deve ter-se cansado, pois começou a fazer-se ouvir mais espaçado. Eu penso que seja uma espécie de vivas, urras e chiribitátátátás que gritávamos em coro na FCTUC.
A Lic. Paloma leu todo o texto que tinha à frente que versava sobre as actividades que haviam sido feitas em 2008. E de facto, não sabendo o que ainda falta fazer, parece-me que ela vai num excelente caminho, pois já ajudou muita gente, senão vejamos:
  • 169976 pequenos almoços, beneficiando 2489 menores entre os 4 e 5 anos;
  • 94880 rações alimentares, beneficiando 1240 crianças dos 6 aos 12 anos;
  • 1924 cabazes de alimentação básica (leite, massa, arroz, etc) para menores de 12 anos que evidenciavam sinais de subnutrição;
  • uma infinidade de utensílios de cozinha (tigelas, copos, colheres, jarros de água, pratos, bacias) e até liquidificadoras e frigoríficos;
  • 13400 cabazes a idosos, mães solteiras e incapacitados a uma razão de 950 por mês;
  • 15852 cabazes, 1071 beneficiados em todo o município;
  • cursos de aprendizagem para preparação de soja, beneficiando mais de 4078 famílias;
  • criou-se um Centro de Dia com várias actividades diárias para os 70 utentes;
  • foi eleita a Miss Abuelita (avó) do estado da Puebla que também ganhou o título de Miss Simpatia;
  • no mês de Novembro celebrou-se a semana do idoso que foi celebrada com consultas a 445 idosos por parte de um médico geriatra;
  • variados cursos para as mulheres: Cultura de Beleza, Computadores, Aeróbica, Pintura Têxtil, Corte e Confecção, Inglês, Zumba (não me perguntem o que é isto), Karaté e Bordado de Laços;
  • realizaram-se 12 jornadas de corte de cabelo em várias localidades da zona;
  • existem Centros de Atenção Infantil Comunitários (CAIC) que entretêm e ensinam diariamente 411 meninos dos 3 aos 6 anos (parece-me que são as nossos jardins-de-infância públicos), com atenção médica, psicológica, nutricional, e odontológica;
  • Pela primeira vez, há um programa de berçário + creche para crianças dos 7 meses aos 3 anos;
  • deram-se 1575 consultas ao domicilio a idosos, incapacitados, ou quem vive só e não pode ir ao consultório;
  • atenderam-se 7330 pessoas em consultas de Medicina geral;
  • 3467 consultas de dentista a pessoas de baixos recursos;
  • acordos com laboratórios de análises clínicas;
  • mamografias gratuitas a 496 mulheres em Junho 2008;
  • atenderam-se 4654 pessoas, oferecendo-se 8451 sessões de fisioterapia, terapia da fala e terapia ocupacional;
  • criou-se um "consultório" que oferece assistência jurídica em caso de maus tratos físicos, psicológicos ou sexuais;
  • 4318 pessoas participaram em 8 fóruns de maus tratos;

Se isto não é apresentar as contas, então não sei o que é!

Imaginem a quantidade pessoas que este pueblito tem e quantas vivem abaixo do limiar da pobreza...

Viva a Paloma que conseguiu convencer o marido a gastar este dinheiro todo!

Razão tinha a Srª em cantar-lhe vivas, urras, gracias e ABIBOMBÁ!

Gostei da experiência e acho que o pueblito precisa da Paloma! Gracias por tu invitación, Paloma!

Amanhã publico algumas fotos. Desculpem o testamento...

quinta-feira, 19 de março de 2009

Recebi este mail do amigo T.

Olá,
Tenho dois bilhetes para o espectáculo Disney on ice - À procura de Nemo, Pavillhão Atlantico no Sábado dia 04/04/2009 às 16:00
€ 22,00 cada bilhete
Não vou conseguir ir com o meu filhote nesse dia.. portanto, se alguém estiver interessado digam-me.
Obrigado


Se alguém estiver interessado em ir com o rebento ao Disney on Ice, eu tenho um amigo que tem 2 bilhetes para vender e que não tem disponibilidade para ir. :(
Algum interessado?
Se sim, comentem e deixem contacto. Obrigada.
Beijinhos

Eu sei que hoje é o dia do Pai...

Mas este vídeo da canção das Mães está tão giro!! Além da letra representar a real situação das Mães diariamente (quem tem filhos que conteste), está muito bem interpretado!

video

Feliz dia do Pai (e da Mãe que deveria de ser todos os dias)!

Beijinhos aos Pais (e Mães) que todos os dias passam por aqui.

Adenda: beijinhos a TODOS os que passam por aqui. Sem excepções

quarta-feira, 18 de março de 2009

Convite e dilema mexicano

Venho por este meio informar que eu, moi, je, myself and I, portanto, nós todas, fomos formalmente convidadas pela 1ª Dama (para eles presidenta do Dif, mulher do Presidente da Câmara) cá do pueblito para ir à apresentação das actividades para o DIF (Desarollo Integral de la Familia - actividades para manter ocupadas as crianças e mães que não fazem nada enquanto os pais trabalham que nem escravos, penso eu)!
Que honra teve a Srª 1ª Dama em eu estar cá para poder convidar-me! Não imagina como me caíu bem o seu convite! Eu que até estou muito ocupada, vou arranjar uns minutinhos para lá ir fazer campanha por si, digo, cumprimentá-la e agradecer pessoalmente o convite!
Claro que fiquei contente por ter sido convidada e se não tivesse a minha Banitita à minha guarda ía lá para cumprimentar e agradecer o convite... Embora ainda esteja a pensar se deva ir ou não, nem que seja só por um bocadinho. Também não tenho vontade de criar antipatias e não sei se a Srª irá ficar ofendida por me ter convidado e eu nem sequer ter a amabilidade de agradecer o convite (não tenho o nº dela) e decliná-lo ou ficar uns 15 minutos, só para não dizer que não fui... Estou num dilema mexicano, daqueles que só acontecem nas telenovelas (mexicanas, pois claro!)
O que me dizem? Vou? Não vou?

Reportagem fotográfica Cabo San Lucas

As nossas férias começaram com esta foto que valeu uma grande risota da nossa parte ainda antes de embarcar! Lolada! Ainda hoje quando me lembro farto-me de rir! Foi tirada ao lado do balcão do check-in e olhando para trás. Antes do balcão dizia: Espere su turno e junto ao balcão dizia...

Vista do avião, a pontinha da Península da Baja California:

Visto do avião, a Baja California é montanhosa e de declives acentuados:

A vista do nosso quarto (lá ao fundo, antes do mar vê-se a bandeira vermelha...):

Ao pé das rochas lá ao fundo há uma praia que só se pode ir de barco (entre os dois paquetes):

Outra vista do nosso quarto:

No caminho para o peq. almoço/jantar:

Qual teria sido o arquitecto paisagista que se lembrou desta combinação engraçada?

Uma vista de uma das três piscinas, mar e pés banitos do Banito:

A onda a formar-se lá atrás, de notar como o mar já encaracola na base da rebentação, estas eram as piores, quando o mar já estava a encaracolar e vinha a onda que iria rebentar em cima dessa base encaracolada, isto dito por uma leiga nestes assuntos do mar! A única coisa que eu sei é que há mar e mar, há ir e voltar! E cá está ela!

E esta?



O bar da piscina:

A piscina junto ao bar com um pequeno jacuzzi:

Os vendedores ambulantes diários. Na imagem não aparece a malta do jet-ski que todos os dias traziam um cãozinho pequenino diferente que fazia as delícias das mulheres e das poucas crianças que havia... (seria para venda?)

E por fim um casamento (muito, muito pequeno, todos os convidados estão na imagem) à mexicana na praia com os mariachis a tocar!

Gostaram? Em termos de praia, gostei mais da de Cancún, pelo menos em temperatura da água pois deu para molhar o pé nas duas embora nesta fosse correr, molhar o pé na espuminha e voltar a correr! E do Hotel também, este era demasiado grande e à pinha de americanos! Talvez a altura do ano também não tenha sido a melhor... Experimentámos voar com a interjet (low cost mexicana) e adorámos! Até nos deram bebidas e bolachas/batatas fritas para matar a sede e a fome. Recomendo vivamente, mas para já só fazem voos domésticos.

terça-feira, 17 de março de 2009

Relato das mini-férias!

Os dias de sol, a praia, a piscina, a comida e bebida em barda ficaram para trás.... snif, snif...
Não pude dar nem um mergulho nas águas cristalinas da costa do Pacífico, pois a bandeira esteve vermelha! Não sei o que aconteceu com uma das 3 praias supostamente nadáveis, mas a verdade é que águas nadáveis... nem vê-las!! O mar tinha umas ondas absoluta e indiscritivelmente gigantescas que metiam um medo terrível! Claro que haviam uns putos americanos bêbados que se fizeram ao mar, mas esses não estavam a jogar com o baralho todo! Contou uma americana a uma outra americana que as ondas eram tão grandes como as do ano passado e que ela tinha visto no ano anterior que tinham partido um jet ski em 5 bocados! E que no dia anterior um nadador salvador tinha arriscado a vida a salvar um puto bêbado das águas difíceis daquela praia.
A percentagem de americanos era de 99,98%, parece que também havia vários canadianos (embora eu não os consiga distinguir porque para mim, falam todos o mesmo Inglês), 4 italianos e 3 portugueses (adivinhem lá quem eram?) Hi, hi, hi
O hotel era muito grande e como tinha vários edifícios, dávamos passeios pelos jardins, sempre que íamos/vínhamos de jantar e tomar o pequeno almoço. O que servia muito bem o propósito de desmoer após comer até não haver nem mais um buraquinho no estômago. O restaurante que servia o almoço e o lanche ficavam no r/ch do nosso edifício que ficava ao pé da piscina e da praia.
Havia um batalhão de empregados mexicanos! Pareciam um exército! Uns no jardim, outros a apanhar o lixo da praia, outros o da piscina, outros o dos caminhos entre os edifícios do Hotel, outros a servir à mesa, outros a limpar WC, outros a cozinhar, outros a servir comida no buffet, nos bares a encher bebidas, eu sei lá! Havia um mexicano por cada hóspede! Deve ter sido com o pressuposto de que à dúzia é mais barato que eles foram contratados! Era impressionante!
Também fiquei impressionada com os americanos (eles porque eram meios parvos e elas porque eram afectadas e vaidosas até à 5ª casa). Nunca vi tantas raparigas novas tão preocupadas com a aparência... sempre que ia ao WC da piscina, lá estavam elas a verem-se ao espelho, a ajeitar o bikini, o cabelo, as unhas, o chapéu, os óculos de sol... enfim, só não ajeitavam os miolos porque acho que, se por acaso os tivessem, deviam tê-los deixado nos States! A verem-se de frente, de trás, de lado, do outro lado, "deixa-me cá fazer o pino para ver se as mamas ficam bem no bikini quando estou de cabeça para baixo!" Uma seca!
Havia americanos para todas as idades com especial incidência na casa dos vinte-e-poucos já que era a Spring Break da malta estudante.
No último dia de praia os putos americanos brindaram-nos com um espectáculo digno de registo (embora me tenha esquecido de tirar fotos!) :o( Eram uns quatro que quando vinham as ondas grandes corriam para elas, mergulhavam na rebentação e davam à costa completamente cheios de areia até nos bolsos dos calções!! Fartámo-nos de rir à conta destes palhaços que caíam que nem tordos quando as ondas lhes rebentavam em cima! Foi muito divertido! E as meninas na praia preocupadas:"Oh, my god! Look at that wave! I'ts huge!! Oh, that's got to hurt, righ? Oh my god, look at that one! Oh my god, he fell!!" And so on, and so on... O delírio do público foi quando um deles ficou com os calções em baixo e com o cú completamente à mostra... A malta fartou-se de rir e ele também brincou com a situação fazendo posições de Deus Grego/Modelo armado em carapau de corrida! Acho sinceramente que ele já tinha os calções meios desabotoados e o mar fez o resto... foi só para o show-off! Literalmente. Houve uma rapariga que também andava a pedi-las a nadar na rebentação, quando quis sair, foi o bom e o bonito e depois quando deu à costa de cú à mostra, cheia de areia e com o cabelo tão emaranhado... coitadinha, até metia dó! Pobrezinha! Ela só queria um banho de mar... e acabou por levar um banho de areia! Nesse dia, as ondas estavam mais pequenas e havia alturas em que o mar parecia o do Algarve com as suas águas (quase) paradas, mas depois vinham umas maiores e revoltas que metiam algum respeito! Eu também tive vontade de mergulhar no mar naquelas ondas calma, mas sabia que quando chegassem as ondas grandes ia paralisar de medo! E não fui. Afinal de contas, tenho uma filha para criar!
Hoje à noite coloco aqui algumas fotos das nossas mini férias!

quinta-feira, 12 de março de 2009

Vários: mexicanices da Banitita, mini férias, casa limpa e arrumada

Mexicanices da Banitita:
Nós as duas num abraço muito apertado:
Eu: A Mamã ama-te muito, porque tu estiveste na barriga da mamã, porque és muito linda, muito fofa!
Ela: Te quiero mami! porque depois ... não-sei-quê-não-sei-que-mais-não-percebi-patavina-porque-era-mais-uma-espanholada-mexicanice... Suspiroooo
Ela a brincar: mira! Es el elefante! Vien elefante, vien a jugar conmigo!
Ela a cantar: Dale, dale, dale, no piercas el ritmo, porque si lo pierdes, pierdes el camiño, ya le diste una, ya le diste dos, ya le diste tres e tu tiempo si acabou!!!! (é a canção da pinãta, cantada em todos os aniversários mexicanos)
E já estamos de malas feitas, agora a varicela já só me pára no avião o que eu espero sinceramente que não aconteça!
Amanhã saímos tão cedo que já não vou aos vossos cantinhos... mas segunda ou terça já estou aí em força para vos ler!

Vou dar um mergulho por cada um de vocês que passa por aqui e me lê todos os dias!
Bom resto de semana e bom fim-de-semana!
Beijinhos.

Adenda: A casa está limpa e arrumada, a consciência de dona de casa está tranquila, podem vir os ladrões que não vão encontrar uma pocilga! Façam o que têm a fazer com jeitinho que eu quero tudo num brinco quando voltar! (brincadeirinha, ah, ah, ah)

quarta-feira, 11 de março de 2009

E pronto, já está! :(

A Banitita não tem varicela, mas tem uma otite do lado direito...
Ontem começou com dores de ouvidos e de tarde quando acordou da sesta, lá estava o pus a sair do ouvidito... No final do dia fez febre. Já está a tomar o antibiótico do costume (já perdi a conta às otites dela, sai mesmo ao pai nestas coisas de ouvidos) e a pediatra dela diz que fazemos bem em ir à praia, pois a água do mar, faz muito bem ao nariz e ouvidos!
Que alívio que senti quando li o mail, ia para a praia, mas de consciência pesada... assim vou (quase) despreocupada!
Em relação à varicela... nem sinal, mas ainda não me considero safa! A minha vizinha mexicana teve na semana passada a filha do meio em casa com varicela e esta semana começou a mais velha e o mais pequeno que é uns meses mais velho que a minha Banitita... Deve ser muito aborrecido ter todos os filhos doentes!!! Todos a queixarem-se ao mesmo tempo, uma pessoa nem deve saber para que lado se há-de virar... mas pelo menos começaram os dois ao mesmo tempo! O que significa que são mais 15 dias de varicela naquela casa! Feitas as contas: 1 mês inteirinho de varicela na casa rosa do condomínio! Que estucha, xiça!
Veio agora cá a casa, contar-me que antes da sua filha do meio ficar doente, já outros 9 meninos tinham ficado doentes!! E que onde havia muita varicela agora era no Kinder (dos 3 aos 6 anos)...
Também me disse que havia mães que mandavam os filhos para o colégio com as borbulhitas... não admira que o surto seja tão grande e esteja tão descontrolado!!
Em Portugal, por lei é-se obrigado a ficar em casa pelo menos 10 dias! Por algum motivo é, Srªs mães mexicanas!

terça-feira, 10 de março de 2009

A notíca que mais gostei no Telejornal de ontem

... falava de um casal que sofria de infertilidade e que há 4 anos haviam decidido adoptar um filho. No ano passado, uma Srª da Assistência Social ligou à Srª. e disse-lhe que queria fazer-lhe uma proposta indecente! Tinha, não um menino, mas sim três, todos irmãos: dois gémeos de 2 anos e um menino de 1 ano! Os pais felizes aceitaram de imediato! Pediram ajuda à família, amigos e colegas de trabalho e todos vieram contribuir: uns pintaram o quarto dos meninos, outros arranjaram os móveis, etc.
Eu adorei ver aquelas imagens de pura felicidade que mostrava os meninos a brincar na sua casa com os seus pais adoptivos! Eles, brincavam juntos, saltavam em cima das camas, enfim, um rebuliço!
O meu coração inundou-se de alegria ao ouvir a mãe dizer que não imaginava a vida sem os seus filhos! (malditas hormonas que ainda andam para aqui aos saltos!)
Fiquei tão feliz! Ainda mais porque não sendo recém- nascidos como penso que todos os casais devem querer, com estas idades ainda vão muito a tempo de lhe ensinarem o que é o Amor, os limites, o Bem vs Mal, o carinho e o conforto de um lar onde são amados!
Sempre pensei que se não pudesse ter filhos, gostava de adoptar. E estes pais, ao fazerem-no mostram a todos os casais que não podem ter filhos biológicos, de sangue que podem ter filhos do coração!
A todos os casais que sofrem de infertilidade, deixo esta mensagem de esperança! Não desistam enquanto ainda há opções!

segunda-feira, 9 de março de 2009

Eu bimbo, tu bimbas, ele bimba...

Cá está o prometido post à Tasha sobre a Bimby (miúdas, donas das bimbys, escrevam à vontade, não se acanhem)
Estou a considerar a hipótese de comprar uma bimby e assim tornar-me numa bimba, digo bimbólica! LOL
Parece que a máquina faz tudo e mais alguma coisa! O que eu quero saber é o que é que ela faz e o que ela não faz.
Acho que não estrela ovos, nem nada do que seja frito (bifes, refogados, etc), certo?
Faz doces, sobremesas, gelados, sopas, e que comidas faz? Eu vi uma receita de Frango de cabidela... e a minha alma ficou parva! É uma das comidas que a minha sogra faz quando lá vou! Faz sempre arroz de cabidela! Será possível?
Digam-me: é fácil cozinhar naquilo? É rápido?
Dá para fazer batatas cozidas com carne estufada ao mesmo tempo ou tenho de fazer em separado? Ou carne estufada com massa?
Consegue-se cozinhar para quantas pessoas? Já li que se fosse para 4 pessoas, que ficava complicado cozinhar, mas também já li que uma pessoa tinha feito a comida (sopa, almoço, sobremesa) para um baptizado com 80 pessoas, com 2 bimbys!! Em que é que ficamos?
Digam-tudo o que se lembrarem da bimby, essa máquina de outra galáxia!
Pode ser que eu consiga convencer o Banito a gastar o ror de dinheiro que essa bimba custa! ;)
Beijinhos desta ansiosa por ser bimba... err, digo, ansiosa por conjugar o verbo bimbar!

domingo, 8 de março de 2009

Sinto-me...

... uma guerreira pronta a defender a sua cria, contra... a malfadada varicela que está à espreita! Sinto-a próxima, perscruto o corpo da Banitita vezes sem conta à espera de um sinal, uma borbulha esquisita, com líquido, dizem uns, com um ar estranho, dizem outros... Vem com febre, ouvi dizer, li algures que depois da febre aparecem as borbulhas com líquido acompanhadas de comichão...
Esta noite, a Banitita teve febre... já passaram 10 horas e ainda não voltou... sinto-me em alerta!
As campainhas da minha cabeça, tocam quando a minha cria mexe no seu corpo, procuro averiguar se tem comichões... só vou descansar quando passar os 21 dias máximos de incubação... Espero que seja qualquer outra coisa: TUDO MENOS A VARICELAAA!
Torçam por mim, para eu torcer o pescoço à varicela!

sexta-feira, 6 de março de 2009

Recebi esta por mail e não resisti a colocá-la aqui!

Num Hospital Português...

- Bom dia, é da recepção? Eu gostaria de falar com alguém que me desse informações sobre os doentes. Queria saber se determinada pessoa está melhor ou se piorou...

- Qual é o nome do doente ?

- Chama-se Celso e está no quarto 302.

- Um momentinho, vou transferir a chamada para o sector de enfermagem ...

- Bom dia, sou a enfermeira Lourdes . O que deseja?

- Gostaria de saber as condições clínicas do doente Celso do 302, por favor!

- Um minuto, vou localizar o médico de serviço.

- Aqui é o Dr. Carlos, de serviço. Em que posso ser-lhe útil?

- Olá, Sr. doutor. Precisaria que alguém me informasse sobre o estado de saúde do Celso que está internado há três semanas no quarto 302.

- Ok, vou consultar a ficha do doente.. Só um instante! Ora aqui está: ele alimentou-se bem hoje, a tensão arterial e a pulsação estão estáveis, responde bem à medicação prescrita e vai ser retirado do monitor cardíaco até amanhã. Continuando bem, o médico responsável dar-lhe-á alta em três dias.

- Ahhhh, Graças a Deus! São notícias óptimas! Que alegria!

- Pelo seu entusiasmo, deve ser alguém muito próximo, certamente da família?!

- Não, sou o próprio Celso que telefona daqui do 302 !!! É que toda a gente entra e sai do quarto mas ninguém me diz a ponta de um corno... só queria saber se estou melhor!..

Miguel C. :Espero que isto não se passe no teu Hospital...

Parabéns ao Banitos!

Comemoramos 100 post! E ainda há quem esteja aí a lê-los! É de facto, notável!
Parabéns ao banitos e a vocês que têm a pachorra para o lerem!
Obrigada.

quinta-feira, 5 de março de 2009

E porque...

... andamos a fugir da varicela, tenho a minha Banitita em casa e não tenho tanto tempo para ir aos vossos cantitos!
Anda uma epidemia de varicela lá no colégio da Banitita que já ficaram 2 doentes na sala dela e 8 miúdos numa sala da 1ª classe da primária (acho que já não se chama assim, mas pelas idades que eu julgo que vocês tenham, calculo que ainda conheçam estes termos! ) :o)
Como queremos ir ao nosso fds prolongado e de férias a Portugal, achei, por bem, "fugir" da varicela! Se apanhar ela não pode sair de casa e muito menos apanhar um avião!!
Não me posso arriscar a que ela a apanhe ou a leve incubada para Portugal para ao pé da minha cunhada grávida que ainda não teve varicela!
Por enquanto nada de sintomas! Espero que ela tenha escapado ao surto!
E se ainda houver o surto depois de virmos das férias, ela já pode apanhar à vontade!! Porque, dizem que é melhor que apanhe em miúda do que em adulta!
Eu espero que ela (se apanhar) não me pegue a mim, pois eu já tive duas vezes em pequena e não a desejo de novo!!
Então, se não se importam, vou visitá-los mais à noite, pode ser?
Não vos vai fazer diferença, eu sei que vocês estão a dormir, mas eu sou muito silenciosa! shiuuuu

quarta-feira, 4 de março de 2009

Os meus 7 pecados

Fui desafiada pela mãe de (quase) 3 (não sei o teu nome ou cognome) para revelar qual a minha relação com os 7 pecados capitais, então cá vai (e não vai ser bonito):

Gula: cada vez estou mais gulosa, ainda por cima aqui como não há nada de jeito onde possa ferrar o dente, como toda a espécie de doces e porcarias que dão no colégio da Banitita, menos os que têm chili (esses dou-os ao porteiro/canalizador/jardineiro cá do condomínio. E ele? Agradece, pois claro!)

Avareza: Estou melhor! Em adolescente era poupada, depois passei a gastadora compulsiva e agora estou poupada durante todo o ano, mas quando vou a Portugal perco a cabeça... e em livros nem vos conto que até tenho vergonha...

Inveja: Tenho, confesso, de todas as grávidas e recentes mamãs de gémeos ou só de um. Também de famílias grandes, mas eu sou inofensiva! Não se preocupem as grávidas/mamãs que eu leio, eu não faço mal a uma mosca!

Ira: sinto ira quando a Banitita faz asneiras mais graves, de tal maneira que até troco as palavras! "Vai-te já sentar na tua cadeira para veres televisão! Digo, para comeres a sopa!"

Soberba: às vezes tenho algum orgulho em admitir que estou errada... mas não é culpa minha, os virginianos é que são perfeccionistas! (estou safa?)

Luxúria: Se luxúria é querer ter uma família grande apesar de ter de fazer alguns ajustes no orçamento... eu pecadora me confesso. De resto sou o oposto, confesso que detesto ir ao El Corte Inglés pois sinto que aquilo é muita areia para a minha camioneta, as pessoas vestem-se todas demasiado bem comparada com a minha roupa prática do dia-a-dia e fico com complexos de lá ir...

Preguiça: de limpar a casa! Mais do que nunca!! Não sei o que se passa, mas quando é altura de limpar a casa aparece-me SEMPRE alguma coisa URGENTE para fazer! Que chatice... LOL

Cá estou eu revista nos 7 pecados. Espero que ainda estejam aí a ler.
Tenho de passar este desafio a 8 pessoas: Mariinha, Ana C., Miguel C., Undutchable girl, Tasha, Magali, Hugo, JBrito. Se alguém já o fez que me desculpe, mas não fui confirmar.

terça-feira, 3 de março de 2009

Qual a relação entre viagens, comidas, malas e Bimbys?

De hoje a 1 mês estou a aterrar em solo Português e vocês nem imaginam a satisfação que me dá, saber que vou comer a nossa comidinha (o nosso fast food sim, porque a pizza hut não é igual em todo o lado e faz toda a diferença sermos atendidos e recebermos os trocos em português, aqui-tem, tome-lá), ver a família, alguns amigos, a minha praia, o meu mar, o meu sol e a minha casa! Ainda que seja por pouco tempo: já digo que vou passar a Páscoa, mas venho no Domingo de Páscoa! Por isso, a bem dizer, passo a Páscoa no ar.
Mas isso, pouco me importa, o que importa é que vou estar aí e vou aproveitar ao máximo, pois a viagem seguinte é dali a uns loooongos 4 meses. Sim, porque nós somos emigrantes modernos, não estamos cá um ano inteiro para ir só o mês de Agosto! (Tenho consciência de que se os outros emigrantes pudessem escolher também iriam de 3 em 3 ou de 4 em 4 meses a sua terra. Mas infelizmente não podem e aproveitam esse mês ao máximo.)
Ainda não fiz lista nenhuma do que é para levar e/ou trazer. Ainda não fiz malas, mas como sempre tenho algumas coisas já colocadas em lugares estratégicos e à vista para não me esquecer de as levar!
Ainda não me parece que falta tão pouco tempo, pois ainda vou de mini férias dentro de 1 semana e meia. Em todo o caso, tenho de fazer a lista esta semana, pois as duas últimas passam sempre a voar e não me quero esquecer de nada!
Se a Bimby fizer rissóis de camarão e pastelinhos de bacalhau, compro-a já em Abril! Claro se der para usar um transformador de corrente e um adaptador para a usar cá no México! Assim, já mostro a estas mexicanas o que é a verdadeira comida portuguesa, a comida A SÉRIO! No aniversário da Banitita convido-as para virem cá maravilhar-se com um aniversário à Portuguesa, numa casa Portuguesa com certeza!

segunda-feira, 2 de março de 2009

Cidade do México

Este fds estivemos lá! Faz-me sentir tão pequenina, estar num sítio tão grande...
Demora-se pelo menos 20 minutos de carro a sair do hotel e ir à zona de Polanco que é uma zona nobre da cidade. Onde vivem muitos espanhóis, judeus, um ou outro português e mexicanos muito ricos. É uma zona fina, segura e consequentemente cara.
Para irmos a Santa Fe demoramos 35 minutos contados a partir da Ciudadela (feira/mercado de artesanato mais conhecida no México). Santa fe é uma zona residencial fina, de negócios e de lazer. É, a par com Polanco, uma das zonas mais caras da cidade. Todas as grandes empresas estão lá sediadas: Bancos variados (Santander, Banamex, Banorte), IBM, HP, Bayer e mais um monte delas que eu não me lembro...
Lá encontram-se os edifícios mais ousados a nível de arquitectura! A verdadeira arquitectura moderna! Eu morava lá, morava! Tem o maior centro comercial que eu já vi, onde está inserida a cidade dos miúdos- kidzania!! Queremos levar lá a Banitita no dia de anos dela, ou no fds seguinte! Acho o conceito muito giro é originário do méxico e a de Portugal deve estar para breve:http://www.kidzania.pt/localizacao.aspx?param=6xaQnimFh6ShIR4NKdOwDMOltenDPaOqvTfY3BhGkRW+zWHOBWDINtjGp/bA3zjM
http://www.youtube.com/watch?v=S8A43fioE6M
Pode ser que depois dos nossos miúdos experimentarem as diferentes profissões da Kidzania sintam algum "chamamento" para a área que querem seguir, para assim, não ficarem à "deriva"...